Seguem meu Cantinho!

Tempo ao tempo?



Tempo... tempo estás do meu lado ou contra mim?
Ao mesmo tempo me dá o ceú e me mostra o inferno
Me prenche e em seguida me transborda do vazio da saudade

Me mostra o bom da vida e me tira com uma tal falta de piedade
Tempo... Que não leva a dor só a deixa oculta lá no peito
Tempo... Que não diz exato o exato, vive de reticências de virgulas

Me dá o mundo por um segundo e me toma em menos de um
Me deixa viver, não quero mais esperar,
 Esse negocio de tempo ao tempo só funciona em filmes de romance
Será tempo que és mesmo meu aliado? Ou só a sombra do meu passado?

8 comentários:

  1. Esse poema do tempo
    Contra você ou não
    Saudade no pensamento
    Que guarda no coração!

    Te mostra o bom da vida
    Te afasta do terror
    Numa planta florida
    Fica nos braços do teu amor!

    Este poema lindo
    Que acabei de ler
    Por aqui ter vindo
    Gostei de a ver!

    Desejo uma boa tarde de quarta-feira
    para você, amiga Julliany Silveira,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. Para quem sente saudade, o tempo parece estar sempre correndo contra. Lindo poema, um abraço!

    ResponderExcluir
  3. dar um tempo é melhor para um novo tempo começar

    ResponderExcluir
  4. O tempo está sempre por perto e passando.

    ResponderExcluir
  5. O tempo e as várias leituras.
    Beijo.
    Nita

    ResponderExcluir
  6. El tiempo es la vida en el que todo y nada al cavo del tiempo se vuelve ceniza. Tu poema nos muestra los pensamientos que sacuden al corazón.

    Un cálido abrazo.

    ResponderExcluir
  7. Tens jeito para poesia, já vi !!

    Beijos desde Lisboa !

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário,ficarei feliz em saber a sua opinião,beijos e volte sempre!